TRÊS LAGOAS

TRÊS LAGOAS

TL é a 1ª cidade de MS a conseguir qualificação dos leitos de suporte ventilatório Covid-19 na UPA-24h junto ao Ministério da Saúde

Publicados

em


O município de Três Lagoas vem trabalhando arduamente no enfrentamento da pandemia, por meio de sua rede de saúde. Desde março de 2021, durante um dos piores cenários epidemiológicos vivenciados na pandemia até então, o município já havia realizado adequação na Rede de Urgência e Emergência e assim, a UPA-24h passou a atender exclusivamente casos de Covid-19, ofertando leitos para tratamento de paciente com casos moderados da patologia.

Com investimento em sua infraestrutura e recursos humanos a UPA-24h de Três Lagoas conseguiu autorização e qualificação pelo Ministério da Saúde para 15 leitos de suporte ventilatório para atendimento ao paciente acometido pela Covid–19.

Para a secretária de Saúde, Elaine Fúrio, “essa autorização dos leitos é importante pois não havia nenhum tipo de apoio do Ministério da Saúde para isso, sendo uma organização e responsabilidade somente do município, até então. Essa iniciativa ousada adotada pelo município na UPA, foi importante para o tratamento de casos moderados e graves e ainda no apoio a redução de internação hospitalar”, disse.

Além disso, Elaine destacou que “a estrutura assistencial organizada na UPA facilitou ainda mais a atender os requisitos do Ministério e assim Três Lagoas será o primeiro município do Estado de Mato Grosso do Sul a receber autorização e qualificação dos leitos como Suporte Ventilatório”.

RETORNO AO ATENDIMENTO DE CASOS CLÍNICOS

Contando com investimentos próprios do município para aumentar ainda mais a infraestrutura, a UPA, retornará, após as obras de reforma que estão em fase de finalização, com os atendimentos aos casos clínicos, bem como os atendimentos aos casos de Covid-19, incluindo os leitos qualificados de suporte ventilatório.

Foto> Ilustração | Arquivo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TRÊS LAGOAS

13ª Conferência Municipal de Assistência Social reúne participantes online para debate

Publicados

em


Na manhã desta sexta-feira (23) foi realizada online a 13ª Conferência Municipal de Assistência Social com o tema “Assistência Social: Direito do povo e dever do Estado, com financiamento público, para enfrentar as desigualdades e garantir proteção social”.

Participaram da abertura a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), Carla Lozano Dourado de Matos, a secretária de Assistência Social, Vera Helena Arsioli e representando o prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, o vice Paulo Salomão.

O objetivo da Conferência é oportunizar o debate e avaliação da Política de Assistência Social e a proposição de novas diretrizes, no sentido de consolidar e ampliar os direitos socioassistenciais dos seus usuários.

AGRADECIMENTO

Carla abriu a cerimônia agradecendo todos os presentes principalmente o vice-prefeito, Paulo Salomão, em nome do prefeito Angelo Guerreiro e a secretária Vera Helena.

“No momento tão atípico e tomado pela Pandemia que afetou mundialmente a todos, contudo não nos abatemos para com que essa conferência tomasse forma e nós tivemos o apoio de todos que direta ou indiretamente fizeram parte”, disse.

Em seu discurso Carla abordou também sobre o processo de preparação da conferencia expressa plenamente os fundamentos que marcam a relação da atual gestão com a sociedade civil, como todos os órgão institucionais de controle social, como é o caso dos diferentes Conselhos Municipais em que se encontra os conselhos dentro do município, principalmente e em destaque o Conselho Municipal de Assistência Social de Três Lagoas.

RESPONSABILIDADE E ORGULHO

Vera Helena agradeceu, em nome da presidente, todos os e servidores e conselheiros que se dedicam e doam o seu tempo para a política pública, dizendo que estar a frente da pasta como secretária é uma missão nobre e de muita responsabilidade.

“Ser secretária, estar como secretária é uma responsabilidade muito grande. Nós da Secretaria sabemos a importância e diferença que a Assistência faz para a família, crianças, jovens, pessoas de situação de rua. Nós sabermos que este trabalho em conjunto faz a diferencia na Cidade. Se não tivesse padeceríamos com tantas desigualdeades. A minha grande responsabilidade não é maior que o meu orgulho de fazer parte dessa equipe e dos nossos servidores”, falou a secretária.

Paulo Salomão refletiu sobre as pessoas que chegam na Cidade em busca de emprego, saúde e educação e quando não conseguem infelizmente a pessoa fica em estado de vulnerabilidade e tem na Assistência Social um apoio.
“Quem tiver oportunidade de conhecer os pontos da Assistência seguindo todas as regras e os cuidados sanitários faça porque vai mudar a sua visão de mundo e todo mundo que quer ajudar consegue porque há oportunidades”, disse.

CELEBRAÇÃO DA DEMOCRACIA

A palestrante e professora Dra. Maria Luiza Amaral Rizzotti iniciou seu discurso se descrevendo para os deficientes visuais, sendo muito elogiada pelos telespectadores online, e agradecendo a oportunidade de estar na 13ª Conferência Municipal de Assistência Social.

“A conferência é um espaço para a celebração da democracia. É um momento onde nós fazemos com que o que sempre sonhamos que é a participação e o controle social na política da assistência social se concretize. Para mim é sempre uma grande alegria participar de conferências”, disse.

Maria Luiza acrescentou ainda em seu discurso que “descobri que Três Lagoas é uma Cidade que serve de exemplo para o Brasil. Parabéns pela Cidade maravilhosa e por o sistema único estar organizado, eu sei que isso é fruto do resultado do conjunto de trabalhadores e de gestores e tenho absoluta certeza que esta foi uma construção histórica e coletiva”, disse Dra. Maria Luiza.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO DO SUL

MAIS LIDAS DA SEMANA