TRÊS LAGOAS

TECNOLOGIA

YouTube remove 14 lives do canal de Bolsonaro por violação de políticas da rede

Publicados

em


source
Bolsonaro em live com a ministra Damares Alves
Reprodução/Facebook

Bolsonaro em live com a ministra Damares Alves

O YouTube removeu 15 vídeos do canal oficial do presidente Jair Bolsonaro por violação das políticas da rede social. De acordo com a rede, Bolsonaro violou as políticas de informações médicas  ao propagar medidas ineficazes contra à Covid-19, como uso da cloroquina e ivermectina

Das 15 gravações removidas, 14 são lives apresentadas pelo presidente às quintas-feiras. Em duas delas, Bolsonaro estava ao lado do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. Em outra live, o presidente comentava a defesa da médica Nise Yamaguchi para uso de medicamentos ineficazes contra a doença.

“Após análise cuidadosa, removemos vídeos do canal Jair Bolsonaro por violar nossas políticas de informações médicas incorretas sobre a Covid-19. Nossas regras não permitem conteúdo que afirma que hidroxicloroquina e/ou ivermectina são eficazes para tratar ou prevenir Covid-19; garante que há uma cura para a doença; ou assegura que as máscaras não funcionam para evitar a propagação do vírus”, afirmou o YouTube, em comunicado à imprensa. 

Além das retiradas dos vídeos, Bolsonaro recebeu uma notificação de possibilidade de bloqueio de seu canal caso não respeite as políticas da empresa. 

Essa não é a primeira vez em que Bolsonaro tem vídeos bloqueados pelo YouTube. Em abril, a plataforma removeu cinco vídeos do presidente por conta de divulgação de desinformação sobre a Covid-19 . Há dois meses,  outros 11 vídeos foram excluidos da rede .

Na época, a rede não notificou a possibilidade de bloqueio da conta, mas, após alterações na política de privacidade em abril, a plataforma poderá excluir a conta de Jair Bolsonaro em caso de reincidência. 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TECNOLOGIA

YouTube alcança 10 bilhões de downloads e é o app mais popular no Android

Publicados

em


source
YouTube é o app mais popular
Unsplash

YouTube é o app mais popular

O YouTube se tornou o app mais popular do mundo, com mais de 10 bilhões de downloads registrados em aparelhos Android . Claro que o fato de o app vir instalado como padrão na maior parte dos dispositivos com o sistema operacional do Google ajuda nessa marca. Mas o serviço também é bastante popular entre os usuários do iOS .

Atualmente, existem pouco mais de 3 bilhões de dispositivos Android ativos no mundo. A marca de 10 bilhões foi atingida considerando todos os aparelhos do sistema que o app de vídeos passou ao longo dos anos.

YouTube no Android

O YouTube fica em segundo no número de instalações e o motivo disso é óbvio: quem lidera essa marca no Android não é um aplicativo comum, e sim o Google Play Services , que roda em segundo plano junto com diversos outros apps e não conta com interação do usuário.

Você viu?

Ao todo, o YouTube diz possuir cerca de 2 bilhões de usuários no mundo inteiro. Mensalmente, cerca de 105 milhões de pessoas interagem na plataforma de vídeos.

Recentemente, a rede de vídeos ampliou as oportunidades e lançou uma estante de produtos para que o público comprasse diretamente de criadores de conteúdo do site. Essa monetização , porém, ainda encontra alguns estraves. É necessário, por exemplo, que o usuário promova links afiliados para lojas online por meio da descrição dos vídeos.

Buscando corresponder à demanda, o YouTube anunciou nesta quarta-feira (21) que está testando um novo recurso no Android para facilitar que os espectadores comprem produtos diretamente dos vídeos transmitidos ao vivo na plataforma.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO DO SUL

MAIS LIDAS DA SEMANA