TRÊS LAGOAS

POLÍTICA MS

Deputados recebem ministro da Saúde após reunião de Comissão Intergestores

Publicados

em


Realizada nesta manhã (16), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), a primeira reunião mensal da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) foi conduzida pelo deputado Antonio Vaz (Republicanos), presidente da Comissão Permanente de Saúde da Casa de Leis. O encontro contou com a participação dos secretários de Saúde municipais de todo o Estado, incluindo o secretário de Estado de Saúde (SES), Geraldo Resende, a secretária-adjunta de Estado de Saúde, Crhistinne Maymone e o secretário de Saúde do município de Campo Grande, José Mauro Pinto de Castro Filho.


Deputados participaram do encontro com os gestores de saúde dos municípios

Após a reunião, junto ao deputado Antonio Vaz, os deputados Lidio Lopes (PATRI), Coronel David (Sem Partido), Professor Rinaldo (PSDB) e Renato Câmara (MDB) recepcionaram no Plenário Júlio Maia o ministro de Estado de Saúde Marcelo Queiroga. Também participaram as autoridades na área da Saúde e representantes dos Poderes nas esferas municipal, estadual e federal.

O deputado Antônio Vaz saudou a todos e ressaltou que a presença do ministro Marcel Queiroga só demonstra o resultado de nossa união de esforços. “Mostra que nosso Estado tem sido referência nacional no combate a Covid 19, grato pela presença de todos aqui, especialmente do ministro de Saúde nesta reunião tão importante para as demandas de Mato Grosso do Sul”, destacou o parlamentar.

Coronel David registrou o trabalho eficaz da Saúde executado em todo o Estado.  “O ministro veio aqui conhecer a eficácia na vacinação em Mato Grosso do Sul, de forma muito rápida é distribuída, o Estado que mais aplica vacina, em pouco tempo fará com que consigamos disseminar. A Assembleia Legislativa vem exercendo um papel fundamental no combate a pandemia da Covid-19 desde o ano passado, destinando grande parte das emendas dos deputados estaduais para esse fim”, informou o parlamentar.

Lidio Lopes (PATRI) também ressaltou a atuação parlamentar no enfrentamento à pandemia da Covid-19. “Estamos atuando, especialmente na pandemia, nunca deixamos de legislar e levar resultados para a população. Hoje o ministro conhecerá algumas pautas nossas, entre elas como está sendo feito o atendimento básico na Saúde, a logística para a vacina chegar no braço, e o trabalho para a implantação de clínicas de tratamento pós covid”, relatou.

Renato Câmara, coordenador da Frente Parlamentar em Defesa de Pessoa Idosa considera que o trabalho pelo idoso na pandemia é formado por um conjunto. “Trabalhar integrado e em conjunto sempre, unir esforços da inciativa privada e entidades. Com o diálogo conseguimos dar passos importantes e celeridade na vacinação”, completou.  

O ministro da Saúde e cardiologista, Dr. Marcelo Queiroga, enfatizou o compromisso da União com a saúde de todos os brasieliros “Nosso compromisso é de levar políticas que tragam resultados capazes de mudar o cenário pandêmico desta doença na ponta. Saúde é um direito de todos, e também dever do Estado, e deve ser implementado na prática pelo maior sistema de Saúde aberto e gratuito do mundo, que tem sido nossa grande ferramenta, o SUS. A esperança são as vacinas e nesse sentido a União se empenhou desde o primeiro momento a uma campanha de imunização, e Mato Grosso do Sul mostra que isso é possível, desde que tenhamos vacinas”, destacou.

Geraldo Resende agradeceu a cedência da Casa de Leis a reunião da CIB e recepção do ministro. “Agradeço aos deputados pela cedência do Plenário Júlio Maia para a esta reunião, à bancada federal, todas as lideranças presentes. Faço um cumprimento especial a nossa a nossa equipe de saúde nesta luta travada diariamente sem um minuto de descanso. São 59 mil servidores na área de Saúde, junto a 79 secretários de Estado de Saúde, para obtermos o resultado de  72,3% vacinados com a 1 dose, 38.3% já com a segunda dose. Aqui o mantra é “Lugar de vacina é no braço, e não na geladeira”, informou.

“Aproveito aqui para fazer um pedido para o ministro de Saúde, pretendemos abrir quatro centros de recuperação pós-covid para as macrorregiões do Estado. Seria então um em Campo Grande, outro em Corumbá, um em Três Lagoas e um em Dourados. Precisamos também transformar um hospital nosso que já é exemplar, o São Julião, em referência de doenças crônicas e degenerativas para os idosos. Precisamos de financiamento, recursos federais pleiteados junto a bancada, e o Governo do Estado entra também com parte do recurso”, detalhou o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende.

A secretária-adjunta de Estado (SES), Crhistinne Maymone, destaca a política integrada para uma eficiência na pasta. “Todas essas políticas são debatidas pelos entes federados. Para o cidadão é extremamente importante, pois a política é construída ascendentemente.Consenso e pactuação entre os entes é o que traz mais efetividade à política de saúde. Sobre a imunização, é necessário ainda que a prevenção continue com todos os protocolos de biossegurança necessários”, considerou.  


O evento reuniu secretários municipais de Saúde de todo o Estado 

Rogério Leite, presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) agradeceu a presença do ministro da Saúde na reunião. “Muita honra ter a primeira CIB com a presença de várias autoridades e da autoridade maior na área da Saúde da federação. O nosso sucesso é fruto de um trabalho realizado em conjunto que une diversas forças, e a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul para que a imunização chegasse a qualquer lugar necessário no Estado. Foram planejamento em conjunto, e o trabalho incessante em equipe da SES, Ministério da Saúde e secretarias de saúde municipal. Trabalhamos pelo fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) em benefício da família sul-mato-grossense”, frisou.

A ministra da Agricultutra, Pecuária e Abastecimento (Mapa),Teresa Cristina Corrêa da Costa Dias enalteceu a presença do ministro Marcelo Queiroga, em território sul-mato-grossense.  “Prazer enorme recebê-lo em meu Estado. Gratidão ao que o Governo Federal tem feito pelo nosso Estado, pois todas as vezes que ligamos para o ministro Queiroga para que adiantasse algo que Mato Grosso do Sul, ele sempre foi solícito”, relatou.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MS

Há dois meses, podcast traz assuntos da Casa de Leis de maneira descontraída

Publicados

em


Após dois meses da estreia do Podcast Falando da Casa, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) destaca a publicação de cinco episódios do programa na plataforma Spotify. As edições trazem, de forma descontraída, os assuntos que permeiam o Legislativo – com um bate-papo conduzido por jornalistas do Parlamento e a presença de convidados nas gravações.

A iniciativa inédita da Casa de Leis foi lançada no dia 14 de maio, com o apoio da Mesa Diretora da ALEMS e realização da Secretaria de Comunicação Institucional. Idealizadores do projeto, os jornalistas Osvaldo Júnior e Paulo Radamés fizeram uma avaliação desses dois meses do podcast Falando da Casa.


Podcast conta com auxílio de equipe de Comunciação da ALEMS

Foto: Luciana Kawassaki

“Todos os episódios foram muito gratificantes de serem gravados, pois, a cada um deles, a gente aprendeu alguma coisa e pôde oferecer, para quem nos ouve, um lado mais humano do nosso trabalho. Os episódios que passam pelas histórias de vida são muito emocionantes de serem gravados”, destaca Radamés.

Para Osvaldo, a experiência tem sido produtiva. “A cada programa, eu me sinto mais em casa, mais familiarizado com o formato, com a linguagem, com as trocas com o Paulo e eventuais entrevistados. No jornalismo, eu amo escrever, mas também tenho fascínio por rádio. E o podcast é, basicamente, um programa de rádio com transmissão pela internet. E o Falando de Casa nos oportuniza a falar de tudo que se relaciona à Assembleia Legislativa, de uma forma descontraída, como se fosse um bate-papo na cozinha de casa, tomando um cafezinho”, reflete.

O jornalista conta que para ele um dos episódios mais interessantes é o que aborda a campanha Junho Prata, devido à participação de crianças nessa edição. “As crianças falaram sobre o que gostam em seus avós. Demos o recado sobre a importância do enfrentamento da violência contra idosos, mas demos a leveza com a participação das crianças”, afirma Osvaldo.


Episódios gravados na Rádio ALEMS estão disponíveis no Spotify

Foto: Paulo Radamés

Episódios

A ideia é que a cada edição seja apresentada alguma curiosidade ou história das atividades no Legislativo. “Esse tipo de trabalho durante a pandemia traz um pouco mais de leveza à rotina, que foi mudada radicalmente para todos”, explica Radamés. Na lista abaixo, confira e ouça o que já foi assunto no podcast.

Ep. 00 – Falando da Casa

Neste episódio, o ouvinte fica sabendo como a iniciativa do podcast começou e o porquê ele foi criado.

Ep. 01 – Dever de Casa

Esta edição conta com as participações do presidente da ALEMS, deputado Paulo Corrêa (PSDB), e do 1º secretário, deputado Zé Teixeira (DEM). A conversa aborda os desafios durante a pandemia. Até o fechamento desta reportagem, esse era o episódio mais ouvido.

Ep. 02 – A Casa é Sua

Aqui o ouvinte fica sabendo um pouco mais sobre a atuação das frentes parlamentares, as quais promovem debates e na buscam soluções conjuntas para problemas que afligem toda a população.


Entrevistados ajudam a enriquecer bate-papo sobre a Casa de Leis

Foto: Paulo Radamés

Ep. 03 – Escola da Casa

O coordenador da Escola do Legislativo Senador Ramez Tebet, Ben-Hur Ferreira, fala sobre o trabalho do setor.

Ep. 04 – Casa dos Avós

Nesta edição, o bate-papo é sobre o Junho Prata, campanha dedicada a combater a violência contra a pessoa idosa. Quem participa deste episódio é o deputado Renato Câmara e a criançada que falou sobre as vovós e os vovôs.

Falando da Casa

O podcast Falando da Casa é realizado por meio de parceria entre as Gerências de Site e Mídias Sociais e de TV e Rádio da ALEMS. “Eu sempre conversava com o Osvaldo na redação sobre as possibilidades que tínhamos de contar as histórias da Assembleia trabalhando na Comunicação da Casa de Leis. E a ideia do podcast veio naturalmente dessa vontade. Como também sempre conversava com a gerente do site e das mídias sociais, Fabiana Silvestre, sobre a convergência das plataformas de mídia da ALEMS, tudo casou para que o podcast nascesse”, detalha Radamés.


Jornalistas Osvaldo (à esquerda) e Radamés (à direita)

Foto: Paulo Radamés

Com o apoio conquistado, começaram as reuniões para definição do novo produto de comunicação e a escolha do nome. “Fizemos a primeira reunião no início de março e começamos a trocar ideais, um brainstorming sobre o podcast, como se chamaria, entre outras definições. A palavra “casa” foi muito discutida, por causa de Casa de Leis e dos sentidos ricos que esse termo tem. Rapidamente, chegamos a Falando de Casa e afinamos para Falando da Casa. Foi uma escolha bem democrática, como deve ser em uma Casa de Leis”, conta Osvaldo.

Além da participação de jornalistas da ALEMS, o podcast Falando da Casa conta com o auxílio de uma equipe de técnicos, coordenadores e gerentes. Todas as edições podem ser conferidas neste link.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO DO SUL

MAIS LIDAS DA SEMANA