TRÊS LAGOAS

MUNDO

Acordo facilitará circulação de pessoas em países de língua portuguesa

Publicados

em


A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) aprovou um acordo de mobilidade que promete facilitar a concessão de visto e autorizações de residência e também a circulação de pessoas nos países do grupo. O acordo foi firmado neste sábado (17), ao término da 13ª Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, realizada em Luanda, capital de Angola.

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, chefiou a delegação brasileira no evento. Além de Mourão, integram a comitiva o ministro das Relações Exteriores, Carlos França, o secretário de Assuntos Estratégicos, Flavio Rocha, e o presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Augusto Pestana.

Em nota sobre o acordo firmado em Luanda, o Itamaraty diz que, “uma vez em vigor, o instrumento facilitará a circulação de cidadãos entre os países da Comunidade, permitindo o adensamento progressivo da mobilidade no espaço da CPLP, que abrange 270 milhões de pessoas”.

Ainda de acordo com o Itamaraty, os debates do encontro centraram-se na necessidade de aumentar os fluxos econômicos e comerciais entre os estados-membros da comunidade, cuja corrente de comércio está em torno de US$ 13 bilhões. Em conjunto, os países da CPLP são o quarto maior produtor mundial de petróleo.

No encontro, cujo tema foi Construir e Fortalecer um Futuro Comum e Sustentável, também foi definido que Angola exercerá a presidência da CPLP pelos próximos dois anos. Os países-membros da CPLP também expressaram preocupação com o aumento da fome e “das diversas formas de má nutrição no mundo”, e saudaram a convocação da cúpula das Nações Unidas Sobre Sistemas Alimentares 2021, que será realizada de 26 a 28 deste mês, em Roma.

Fundada em 1996 com base no idioma comum, a CPLP conta hoje com nove estados-membros: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

O Brasil é o maior país da CPLP em termos de população, território e Produto Interno Bruto (PIB, que é a soma dos bens e serviços produzidos pelo país).

No ano passado, as exportações do Brasil para os demais países da comunidade atingiram o patamar de US$ 2 bilhões.

Edição: Nádia Franco

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MUNDO

Encontrado tesouro pré-Viking na Dinamarca

Publicados

em


.Vinte e dois objetos de ouro decorados, que revelam inscrições únicas, foram encontrados na Dinamarca. O tesouro está enquadrado cronologicamente no século VI e pertenceria a povos anteriores aos vikings.

Os materiais arqueológicos pesam cerca de um quilo e alguns dos objetos têm inscrições que remetem a possíveis governantes da época.

Mads Ravn, investigador e diretor dos Museus de Vejle, explicou à AFP a importância do achado: “São os símbolos nos objetos que os tornam únicos, mais do que a quantidade encontrada”.

Ele afirmou que “uma das peças se refere ao imperador romano Constantino, do início do século IV”.

Está também presente a mitologia nórdica em alguns objetos que apresentam motivos de runas nórdicas, incluindo um medalhão do tamanho de um pires, destacou Ravns. 

Os arqueólogos que investigaram o conjunto de peças, entregue por um minerador amador, dizem que o tesouro poderia ter sido enterrado como uma oferenda aos deuses.

Lembram o momento caótico provocado pela erupção vulcânica da Islândia em 536, que tornou o clima no norte da Europa ainda mais frio, com nuvens de cinzas.

Outra interpretação envolve tesouros ocultados perante uma ameaça. Os donos escondiam-nos com a intenção de voltar mais tarde para recuperá-los.

“Esses objetos arqueológicos têm muitos símbolos, alguns dos quais nunca vistos antes, o que permitirá ampliar nosso conhecimento sobre o povo dessa época”, disse o investigador.

O achado é proveniente da localidade de Jelling, no sudoeste da Dinamarca, território que, segundo os historiadores, tornou-se o berço dos reis da era Viking, entre os séculos VIII e XII.

O tesouro acabou por nunca ser resgatado por quem o ocultou. Cerca de 1500 anos depois, o achado poderá ser visto no museu de Vejle, a partir de fevereiro de 2022.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO DO SUL

MAIS LIDAS DA SEMANA