TRÊS LAGOAS

MATO GROSSO DO SUL

Governo do Estado recebe propostas para 101.620 de procedimentos no Opera MS e Examina MS

Publicados

em


O Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Saúde, divulgou as propostas encaminhadas pelos municípios para projeto de incentivo estadual destinado à Caravana da Saúde, que nesta etapa será dividida em duas modalidades: Opera MS e Examina MS. Durante o programa serão realizadas 68.618 cirurgias e 33.002 exames no período de treze meses.

Anunciado pelo governador Reinaldo Azambuja em julho, o mutirão foi organizado para atender demanda represada durante a pandemia de covid-19. “Temos muitas pessoas aguardando na fila. Por isso vamos contratar cirurgias e diagnósticos, que são ressonâncias, tomografias, ultrassons, colonoscopia, endoscopia, ou seja, todos os exames parados dentro da regulação”, destacou.

A Secretaria de Estado de Saúde recebeu propostas  de 39 hospitais em 34 municípios em Mato Grosso do Sul em 94 tipos de procedimentos cirúrgicos e 66 tipos de exames de média e alta complexidade.Objetivo é reduzir a fila de espera de cirurgias e exames que deixaram de ser realizados devido à pandemia de covid-19.

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, explica que a retomada do programa é de suma importância para a realização dos exames e cirurgias que estão represados. “Muitas pessoas aguardam na fila por cirurgias e exames. O programa tem por objetivo a realização desses procedimentos que deixaram de ser realizados durante a pandemia”, disse.

Para o programa, o Governo do Estado reservou R$ 80 milhões, sendo R$ 60 milhões para as cirurgias eletivas para o exercício de 2021 e 2022 e mais R$ 20 milhões para realização de exames de média e alta complexidade para exercício de 2021. O retorno das cirurgias eletivas ocorrerá de forma gradativa e organizada, conforme a capacidade operacional de cada unidade hospitalar e região de saúde, não deixando de priorizar o atendimento de urgência e emergência, como também aos casos da COVID-19.

A relação geral do resultado do credenciamento do Opera MS e Examina MS pode ser acessado aqui 

Airton Raes, SES 

Fonte: Governo MS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO DO SUL

Festival da Literatura Indígena terá palestras, oficinas e música

Publicados

em


O que forma a literatura indígena brasileira? Como ela é construída? Quem a produz? Essas são algumas das perguntas que serão respondidas durante o Festival de Literatura Indígena, projeto cultural incentivado pelo Fundo de Investimentos Culturais (FIC-MS) da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.

Idealizado pelo escritor Samuel Medeiros, o projeto tem curadoria da professora Rosa Zanelatto Santos, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e tem como objetivo fazer um recorte da literatura indígena brasileira.

O Festival será realizado nos dias 20, 21, 22 e 23 de outubro e conta com a parceria do Sesc Cultura e da Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim.

O eixo curatorial do festival está focado na temática indígena, e para isso foram convidados para ministrar as palestras os professores Daniel Munduruku (SP), Graciela Chamorro (Dourados/MS) e Gleycielle Nonato (Coxim/MS).

O público interessado em aproximar-se das práticas da linguagem da literatura indígena podem se inscrever nas oficinas disponíveis que serão ministradas pela escritora Julie Dorrico (RO) e pelos professores/escritores Raquel Naveira e Wellington Furtado, ambos de Campo Grande.

Segundo Samuel Medeiros, “o Festival será uma das formas de oferecer ao público local, o conhecimento das histórias indígenas, sua identidade e cultura, bem como conhecimento da bibliografia nacional sobre o tema”.

A entrada é gratuita em todas as atividades. As inscrições para as oficinas podem ser feitas no link bit.ly/oficinasfestivaldaliteraturaindigena .

O público máximo por palestra é de 60 pessoas, nas oficinas de 20 pessoas e para o show musical é de 80 pessoas.

Acompanhe a programação:

PALESTRAS

SESC CULTURA, 19h (Abertura do Festival)

  • 20/10 – Escritora e poeta Gleycielle Nonato (Coxim/MS)

Tema – “Regionalismo e oralidade, no âmbito da literatura indígena”.

  • 21/10 – Escritora e professora Dra. Graciela Chamorro da UFGD (Dourados/MS)

Tema –  “Palavras que curam; rituais e cantos terapêuticos Kaiowá”.

  • 22/10 – Escritor Daniel Munduruku (SP)

Tema: “A nova linguagem da literatura indígena”.

OFICINAS

Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim

  • 21/10 – Das 15h às 18h – Oficina literária com o professor Wellington Furtado da UFMS.

Tema: “A criação poética – um caminho pela arte de compor e dizer poesia” 

  • 22/10 – Das 09h às 12h – Oficina literária com a professora Raquel Naveira, da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras.

Tema: “Oficina poética sobre o idioma guarani”

  • 23/10 – Das 09 às 12hs – Oficina literária com a escritora Julie Dorrico de Porto Velho.

Tema: “A literatura estética – o Boto e o Curupira”.

SHOW MUSICAL

  • 22/10 no Átrio do Sesc Cultura, 20h

Grupo de Rap Indígena BRÔ MC’s de Dourados/MS.

 

Serviço:

Sesc Cultura – Av Afonso pena, 2270

Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim – Av. Fernando Corrêa da Costa, 559.

Contato para imprensa

Direção: Samuel Medeiros (67) 9 9981-1351 ([email protected])

Produção: Têmis Iriê (67) 9 9221-2027 ([email protected])

Assessoria de Comunicação: Carol Alencar (11) 9 9546-7617- [email protected]

Publicado por: Gisele Colombo

Fonte: Governo MS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO DO SUL

MAIS LIDAS DA SEMANA