TRÊS LAGOAS

MATO GROSSO DO SUL

Domingo com períodos de sol e ar abafado em Mato Grosso do Sul

Publicados

em

 

Períodos de sol com muitas nuvens e pancadas de chuva devem continuar ocorrendo em Mato Grosso do Sul neste domingo (24). O ar fica abafado e quente durante o dia e há risco de pancadas de chuva a qualquer hora do dia na maior parte do Estado. 

As condições estimadas pelo Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec) são de que a umidade relativa do ar poderá variar entre 100% a 60%. Vento fraco a moderado em grande parte do Estado com possibilidade de rajadas de vento no setor norte.

Mais informações no gráfico elaborado pelo Cemtec. 

Prognóstico de chuva

Até dia 30 de janeiro as condições serão favoráveis à ocorrência de pancadas de chuvas em todas as áreas associado aos ventos úmidos que vêm da região norte do país e as elevadas temperaturas. O maior volume de chuva deve ocorrer na região sul com acumulados de até 125 mm, e entre 50 a 80 nas demais áreas. 

As áreas de instabilidades ganham força na primeira semana de fevereiro, trazendo a possibilidade de chuva volumosa e com grandes acumulados para todo o Estado. Neste período, a chuva pode se concentrar na parte centro, norte e bolsão, onde são esperados 100 milímetros acumulados. Para as demais áreas devem acumular cerca de 80 milímetros de chuva.

Mireli Obando, Subcom

Foto: Monica Alves

 

Fonte: Governo MS

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Com obra em pleno vapor, nova sede do DOF vai modernizar as ações tecnológicas no combate ao crime na fronteira
Propaganda

MATO GROSSO DO SUL

Morre o coronel Adib Massad, o comandante que honrou a farda da Polícia Militar

Publicados

em


Faleceu na tarde desta quarta-feira (03), em Campo Grande, o lendário coronel da reserva Adib Massad, aos 91 anos. O governador Reinaldo Azambuja lamentou sua morte, afirmando que o ex-militar deixa um legado de honradez e dedicação ao bem-estar da sociedade, a quem sempre serviu.

“Foi um exemplo como militar e como cidadão”, disse Reinaldo Azambuja.

Nascido em Cáceres (MT), em 22 de abril de 1929, de origem árabe, o coronel Adib Massad foi um dos policiais militares mais respeitados em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul em seus mais de 31 anos de carreira.

Tornou-se uma lenda viva ao restaurar a ordem pública e reduzir a criminalidade na região de fronteira com o Paraguai no comando do antigo GOF (Grupo de Operações de Fronteira), hoje DOF (Departamento de Operações de Fronteira), em Dourados, na década de 1990.

De poucas palavras, reservado, comedido, humilde e de caráter inabalável, o Coronel Dib, como era chamado, marcou sua trajetória policial pela coragem, determinação, disciplina e liderança. Para seus subordinados, foi mais além: um homem enérgico, porém justo, e operacional.

Iniciou carreira como oficial da Polícia Militar de Mato Grosso em 1953, assumindo, três anos depois, o cargo de delegado na cidade natal, Cáceres. Mesma função desempenhada em Poxoréu, Rondonópolis e Dom Aquino, no Norte o Estado, e em Jardim, Paranaíba e Porto Murtinho, ao Sul.

Leia Também:  Queda de homicídios durante o período de carnaval foi de 100% em Campo Grande

Águia da Fronteira

Foi delegado regional em Dourados e delegado de Roubos e Furtos em Cuiabá. Em 1966, comandou o 1º Batalhão da Polícia Militar de Campo Grande e, em 1975, a 4ª Companhia da Polícia Militar em Ponta Porã. Foi titular da delegacia especializada na área de tóxicos, entorpecentes e crimes contra o patrimônio, entre 1979/1980.

Depois de chefiar o Estado Maior da PM com a patente de coronel, em 1987, ganhou notoriedade nacional ao comandar o GOE (Grupo de Operações Especiais) e o GOF (Grupo de Operações de Fronteira, entre 1988/1995.

No livro biográfico “Coronel Adib – A História”, de 2007, de autoria do escritor cearense Guimarães Rocha, também ex-policial militar, Massad conta que o GOF era uma corporação com apenas 50 homens e cinco viaturas, mas, apesar das dificuldades, teve uma atuação ímpar no combate à criminalidade.

“Todos respeitavam o GOF”, diz ele. “A ponto de nossas viaturas, ao passarem pela segunda vez numa altura qualquer da cidade (Dourados), já não encontrarem as mesmas pessoas avistadas. Mesmo o cidadão comum sabia que a viatura indicava um lembrete para endireitar os passos (…)”.

Leia Também:  Governo financia pesquisas para avaliar qualidade de produtos com álcool 70% e testes de covid em doadores de sangue

Proteção divina

Integrado por policiais militares e civis, O GOF ficou conhecido como a “Águia da Fronteira”. Em 1993, a sociedade organizada e Dourados, em homenagem ao Coronel Dib e seus comandados, espalhou outdoors pela cidade com os seguintes dizeres: “nas garras desta águia repousa a tranquilidade”.

Ao deixar a corporação, Adib Massad foi eleito vereador no município com uma votação histórica, em 1996, um reconhecimento público ao trabalho que desempenhou no combate ao narcotráfico, descaminho e roubos de veículos, que era frequente na época.

Quando lhe é feita uma pergunta, durante sua narrativa no livro que descreve sua trajetória – “o senhor acha que recebeu alguma iluminação de Deus?” -, esse homem sem rodeios e de fundamentos espirituais, responde:

“Considero-me feliz, protegido muito além do que mereço, porque só a previdência divina para justificar o fato de eu estar vivo aqui, ainda hoje…”

Subsecretaria de Comunicação, Subcom

Fonte: Governo MS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

POLICIAL

MATO GROSSO DO SUL

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA