TRÊS LAGOAS

EDUCAÇÃO

Estudantes que tiveram as provas canceladas se preparam para o Enem

Publicados

em


Estudantes que tiveram as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) canceladas em janeiro preparam-se para a aplicação do exame amanhã (23) e a na quarta-feira (24). A maior parte desses participantes está no Amazonas. O estado inteiro teve as provas suspensas por conta do agravamento da pandemia do novo coronavírus. Mais de 160 mil estudantes estão inscritos no exame. 

Além do Amazonas, o Enem foi suspenso também nos municípios de Rolim de Moura (RO), onde estavam inscritos 2.863 e em Espigão D’Oeste (RO), com 969 inscritos. 

“A cidade está toda parada agora. Estamos com toque de recolher a partir das 15h porque aumentaram os casos de covid-19”, disse o estudante Matheus de Freitas, 19 anos, que mora em Parintins (AM). “A situação está complicada e a gente fica receoso de fazer a prova.” 

Quando a prova foi suspensa, em janeiro, o estudante disse à Agência Brasil que sentiu-se aliviado e que estaria protegendo a família. Agora, mesmo com medo, ele diz que irá fazer o exame amanhã. “Consegui estudar mais, tenho o privilégio de estudar com wifi e computador. Vou fazer a prova. Estou 80% pronto. Os 20% de preparo ainda que faltam eu consigo ainda até amanhã”. 

Para reduzir a circulação nas ruas e reduzir as possibilidades de aglomeração, o governo do Amazonas decretou feriado escolar e ponto facultativo no estado nos dias de aplicação do Enem. “Entendemos que é uma data importante para os nossos alunos, que, mesmo com os obstáculos impostos pela pandemia, dedicaram-se bastante durante todo o ano de 2020 para o Enem. Após a reaplicação das provas, daremos continuidade às atividades do ano letivo”, afirmou, em nota, o secretário de Educação em exercício, Luis Fabian Barbosa.

Leia Também:  Redes municipal e estadual do Rio iniciam hoje ano letivo

A estudante Karen Eduarda Prestes, 18 anos, que mora em Barreirinha (AM), passou o dia nervosa diante da incerteza da realização do exame no município. Na última sexta-feira (19), a prefeitura cancelou, por decreto, a realização das provas nos dias 23 e 24. “Os números do boletim epidemiológico mostraram um alto índice de óbitos por covid-19 nos últimos 30 dias, ao todo 17 mortes, além disso o número de pessoas contaminadas cresce a cada dia e a realização de uma prova em ambiente fechado e gerando aglomerações poderá contribuir para a elevação dos números de infectados”, justificou o governo municipal.

Hoje (22), o dia foi de reuniões para decidir se a prova será ou não de fato suspensa. Até a publicação da matéria, a prefeitura ainda não havia se posicionado. “Meu psicológico já estava ruim e agora piorou por conta disso”, diz Karen. “Estudantes do nosso município, justamente por conta dessa insegurança, dessa incerteza, muitos desistiram. Eu pretendo fazer o Enem, mas estamos esperando a resposta deles”. 

A passagem de Karen já está comprada. O local de prova dela fica em um distrito vizinho de onde mora, Pedras, no município de Barreirinha, distante 2h30 de barco da casa da estudante. 

Reaplicação do Enem 

Além de ser aplicado para candidatos que tiveram as provas canceladas por conta do agravamento da pandemia do novo coronavírus, o Enem 2020 será reaplicado, a partir de amanhã (23) para aqueles participantes inscritos no Enem regular que não puderam fazer o exame por estarem com sintomas da covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa e para os participantes prejudicados por questões logísticas.

O Enem 2020 regular foi aplicado nos dias 17 e 24 de janeiro no formato impresso, e nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro no formato digital. Agora, será aplicado o Enem PPL (Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade e Jovens sob Medida Socioeducativa que inclua privação de liberdade). Na mesma data, as provas serão reaplicadas aos candidatos do Enem regular, tanto do impresso quanto do digital, que tiveram os pedidos aprovados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).    

Leia Também:  Projetos de feiras literárias infantis podem concorrer a patrocínio

Prevista no edital, a reaplicação do Enem pode ser solicitada por participantes que se sentiram prejudicados por conta de algum problema logístico, como falta de luz no local de prova. Neste ano, por conta da pandemia, puderam também pedir a reaplicação os participantes que apresentaram sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa. 

A reaplicação seguirá as mesmas regras do Enem regular. Os horários de aplicação serão os mesmos. Os portões abrem às 11h30, no horário de Brasília, e fecham às 13h. A recomendação é que os estudantes cheguem com antecedência. Os participantes deverão levar um documento oficial com foto – não é permitida a apresentação de documento digital -, caneta preta de material transparente e máscara de proteção facial.

Os resultados finais, tanto do Enem digital quanto do Enem impresso e da reaplicação serão divulgados no dia 29 de março. 

As notas do Enem poderão ser usadas para ingressar no ensino superior e para participar de programascomo o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (ProUni), e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). 

Edição: Maria Claudia

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EDUCAÇÃO

Prouni: prazo para confirmação de informações e matrícula termina hoje

Publicados

em


Termina hoje (24) o prazo para que os candidatos pré-selecionados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) compareçam às instituições de ensino para confirmar as informações declaradas e façam a matrícula para o primeiro semestre de 2021.

O Prouni está oferecendo 162 mil bolsas para 13.117 cursos em 1.031 instituições de ensino, localizadas em todas as unidades federativas. Segundo o Ministério da Educação, deste total, 52.839 bolsas são para cursos na modalidade de educação à distância.

A lista com os selecionados e o cronograma do programa pode ser acessada no site do Prouni.

Quem não foi selecionado nas chamadas regulares terá uma nova chance, já que o programa oferece, ainda, uma lista de espera. Para participar dela, o estudante tem de manifestar a intenção por meio do site do Prouni nos dias 1º e 2 de março.

Segundo o Mec, a divulgação do resultado da lista de espera será no dia 5 de março. Já as matrículas deverão ser feitas entre os dias 8 e 12 de março.

Leia Também:  Enem digital testa hoje conhecimentos em matemática e ciências

O Prouni é o programa do governo federal que oferece bolsas de estudo, integrais e parciais (50%), em instituições particulares de educação superior. Para ter acesso à bolsa integral, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Para a bolsa parcial, a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa.

É necessário também que o estudante tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou da rede privada, desde que na condição de bolsista integral. Professores da rede pública de ensino também podem disputar uma bolsa, e, nesse caso não se aplica o limite de renda exigido dos demais candidatos.

É preciso que o candidato tenha feito a edição mais recente do Exame Nacional do Ensino Médio, tenha alcançado, no mínimo, 450 pontos de média das notas e não tenha tirado zero na redação. Excepcionalmente neste ano, os estudantes serão selecionados de acordo com as notas do Enem de 2019, uma vez que as provas do Enem 2020 foram adiadas em razão da pandemia da covid-19.

Leia Também:  Redes municipal e estadual do Rio iniciam hoje ano letivo

Edição: Valéria Aguiar

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

POLICIAL

MATO GROSSO DO SUL

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA