TRÊS LAGOAS

ECONOMIA

Feira Ópera volta ao presencial potencializando negócios

Publicados

em

source
Feira Ópera volta ao presencial potencializando negócios
Divulgação

Feira Ópera volta ao presencial potencializando negócios

Lançamento de coleção primavera-verão 22/23. Pronta entrega inverno 22. Palestras. Desfiles. Network. Parcerias. Bons negócios. Essas são algumas das atrações apresentadas na 35ª edição da Feira Ópera, feira internacional de moda e decoração infantil. O evento, que reúne cerca de 100 expositores, atrai lojistas de todo território nacional, que vêm buscar na feira o melhor mix de lançamentos para suas vitrines.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Os corredores de bons negócios estarão abertos aos lojistas de 25 a 27 de maio, no Pró Magno Centro de Exposições, em São Paulo (SP). Neles, produtores de moda e decoração infantil apresentam seus lançamentos e, ainda, alguns deles oferecem peças de coleções anteriores à pronta entrega. Ou seja, os lojistas podem programar  suas compras para as próximas estaçoes e ainda repor seus estoques imediatamente. 

De grandes e consagradas marcas aos pequenos produtores, um mix completo se apresenta nos corredores que são devidamente setorizados: decoração, enxoval, moda materna, baby, kids e teen, calçados, acessórios, puericultura leve e pesada, beachwear e underwear.  

A feira apresenta uma grande expectativa para as próximas edições baseada nas ações que tem sido ralizadas com foco no fortalecimento do setor. Frederico de Cunto, diretor executivo da feira, defende a importância de valorizarmos a indústria nacional: “Desde sempre, e mais intensamente no período da pandemia, temos trabalhado fortemente no sentido de contribuir com o crescimento sustentável do nosso mercado para que tanto a indústria quanto o varejo sejam competitivos, valorizando o mercado nacional”. 

Sobre o mercado de moda infantil 

Apesar dos últimos dois anos de crise latente, o mercado de moda infantil mantem sua taxa de crescimento na ordem de 6% ao ano, dados que evidenciam sua posição de setor que mais cresce no mercado nacional, segundo a Associaçao Brasileira da Indústria Textil e de Confecçao (Abit). 

Outro dado relevante que mostra a força do setor, levantado em 2019 pelo IEMI (Instituto de Estudos e Marketing Industrial), aponta 46.000 pontos de venda especializados no segmento infantil, em sua maioria, pequenas lojas independentes e multimarcas, espalhadas por 4.500 municipios.  

Ainda assim, é fato de a pandemia estancou os negócios, paralisou produção e fechou os comércios. Muitas empresas, tanto da indústria quanto do comercio, fecharam suas portas definitivamente, porém esse movimento realizou uma seleção natural dos negócios que começam agora a sua retomada. 

O tamanho desse mercado se desenha nos números do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica): 10,9% da população brasileira é composta por crianças de 0 a 8 anos, cerca de 23 milhoes de consumidores.  

Um outro dado, ainda mais relevante, dá conta de que, o setor movimenta R$ 16 bilhoes por ano e a tendência é de que esse numero aumente, segundo pesquisa realizada pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). 

“Ou seja, atuamos em um mercado muito promissor, mas que não admite mais amadorismo ou aventureiros”, declara Frederico.  

Sobre a Feira Ópera  

Idealizada e realizada pela dupla Fernanda Menezes, diretora comercial, e Frederico De Cunto, diretor executivo, a Feira Ópera há 18 anos vem cumprindo sua missão de fortalecer toda a cadeia produtiva do mercado de moda e decoração infantil.

São duas edições por ano, unindo as melhores marcas aos lojistas de segmento infantil de todo o país. 

Ao longo de 18 anos de atuação, e chegando à sua 35ª edição, os números gerados pela Feira Ópera são expressivos: 

  • 32 edições presenciais, 2 ediçoes online e uma edição híbrida 
  • Mais de 120 mil visitantes 
  • Oferecidas mais de  200 horas de conteúdo em formato de palestras, bate papo com especialistas e lives  
  • Cerca de 700 desfiles (marcas) apresentados 
  • R$150 milhoes de negócios gerados, em média, por edição 

Confira vídeo institucional da feira clicando  aqui.

O credenciamento para a Feira Ópera já esta aberto no  site exclusivamente para lojistas.  

A visitação só será permitida mediante cadastramento prévio com CNPJ e apresentação do ciclo vacinal completo.  

Não é permitida a entrada de crianças. 

Todos os protocolos sanitários estão adotados. 

Atrações 

Desfiles – Max Fashion Day 

Organizado pelo Grupo YBrasil, o tradicional Max Fashion Day, desfile que vai apresentar as tendências primavera/verão 22/23 das marcas Titina Moda Infantil, Fio a Fio, Luna, Ópera Kids, Reserva Mini, Banho Maria, Jogg Kids, Bugbee, L’été Moda Praia e Mundo da Lua, será o responsável por abrir o evento, no dia 25 de maio, a partir das 09h. As apresentações serão online, com transmissão através do Canal do YouTube da Feira Ópera (https://www.youtube.com/c/FeiraOperaModaInfantil) e contará com 55 modelos da agência Max Fama, que também faz parte do Grupo YBrasil. 

Grupo YBrasil 

Além de toda estrutura do desfile, o Grupo YBrasil também terá um stand que apresentará aos lojistas todos os serviços realizados pela companhia, como: foto em still, que poderá ser realizado presencialmente, editoriais de moda e campanhas publicitárias. Além disso, também haverá modelos da agência Max Fama durante toda Feira, que irão ficar disponíveis para marcas que quiserem solicitar o serviço de apresentação de novas peças a seus clientes presencialmente.

Palestras

Quatro especialistas do setor conversam com lojistas sobre os entraves do mercado e soluções.  

Os temas a serem abordados são: O mercado de Moda Infantil e suas peculiaridades; Tendências de Moda Infantil; Visual e Merchandising – online e offline; Compra Assertiva. 

As palestras são gratuitas e realizadas no final dos dias 25 e 26. 

Comodidades para lojistas 

  • Traslados

Ida e volta dos hotéis parceiros para a Feira com opções de horários, além de circular entre a Feira e o Metrô Barra Funda. 

  • Hotéis Parceiros 

Bê Hotel –  https://www.behotel.com/

Ibis Style Barra Funda –  https://all.accor.com/hotel/8990/index.pt-br.shtml

Hotel Panamby São Paulo –  https://hotelpanambysaopaulo.com.br/

Feira Ópera Online 

Feira virtual simultânea será transmitida no canal do Youtube:  https://www.youtube.com/c/FeiraOperaModaInfantil

Serviço


35ª. Feira Ópera – Lançamentos Primavera-Verão 22/23 e Pronta Entrega Inverno 22 

  • Moda e Decoração Baby, Kids & Teen 
  • **Somente para lojistas** 
  • Não é permitida a entrada de crianças 
  • Dias 25, 26 e 27 maio de 2022 
  • Quarta e quinta, das 9h às 19h, e sexta, das 9h às 17h
  • Centro de Eventos PRO MAGNO  
  • Av. Professora Ida Kolb, 513 – Casa Verde São Paulo, Brasil 
  • Site:  www.grupoopera.com.br
  • Instagram: @feiraopera 
  • Youtube:  https://youtube.com/c/FeiraOperaModaInfantil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Servidores protestam em frente à sede do Banco Central, em Brasília

Publicados

em

Servidores protestam em frente à sede do Banco Central, em Brasília
Redação 1Bilhão

Servidores protestam em frente à sede do Banco Central, em Brasília

Por reajuste salarial e reestruturação de carreira, servidores do Banco Central realizaram um protesto na manhã desta segunda-feira (4) em frente à sede da autarquia, em Brasília. Cerca de 300 pessoas estiveram presentes, de acordo com o Sinal (Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central).

Atos também aconteceram em Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

O dia 4 de julho foi o escolhido por ser a  data limite para que o governo federal pudesse conceder reajuste salarial a servidores públicos em razão do prazo imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal, que proíbe a elevação de gasto com pessoal nos últimos 180 dias de mandato.

O presidente Jair Bolsonaro (PL), no entanto,  já havia descartado reajuste salarial para o funcionalismo público neste ano.

No último encontro, os servidores do BC decidiram cruzar os braços até esta segunda. Tudo indica que amanhã (5), durante assembleia deliberativa, a categoria decida pelo fim da greve.

A partir do próximo semestre, deve-se começar uma nova fase de mobilização, segundo o presidente do Sinal, Fábio Faiad, que não quis dar detalhes sobre como ela deve acontecer.

“Já que a gente conseguiu que o presidente do Banco Central [Roberto Campos Neto] enviasse um projeto para o Ministério da Economia com a reestruturação da nossa carreira e com a criação da retribuição por produtividade, ou seja, um incremento financeiro, a gente agora quer que esses dois projetos vão para o Congresso Nacional e que o Orçamento de 2023 contemple verba para isso também”, afirmou.

Os servidores do Banco Central estão em greve de forma ininterrupta desde o dia 3 de maio, após paralisação de duas semanas da greve iniciada em 1º de abril.

A paralisação atrapalhou a publicação de diversos indicadores econômicos, como o Boletim Focus, que traz as projeções do mercado financeiro para inflação, PIB (Produto Interno Bruto), entre outros.

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO DO SUL

MAIS LIDAS DA SEMANA