TRÊS LAGOAS

ECONOMIA

3 ETFs para quem quer começar a investir na Bolsa de Valores agora

Publicados

em


source
3 ETFs para quem quer começar a investir na Bolsa de Valores agora
Sophia Bernardes

3 ETFs para quem quer começar a investir na Bolsa de Valores agora

Aos investidores que estão buscando rendimentos ainda maiores do que teriam na renda fixa, uma boa alternativa são os ETFs (Exchange Traded Funds) . Este tipo de investimento funciona como uma porta de entrada para iniciantes em renda variável.

Desse modo, os fundos de índice , como também são chamados, trazem flexibilidade, praticidade e diversificação para as carteiras de investimentos, com um custo ainda menor do que os fundos de ações tradicionais .

Atualmente, existem 17 modelos de ETFs negociados na Bolsa de Valores brasileira (B3). Sendo assim, 15 deles são investimentos de renda variável e 2 são alternativas de renda fixa.

O que são ETFs?

Em suma, os ETFs são fundos de gestão passiva, que acompanham o retorno de índices de referência. Dessa maneira, eles podem seguir o Ibovespa, o maior índice da Bolsa brasileira, ou outros indexadores.

Esta opção é muito recomendada aos novos investidores da B3, que podem fazer aplicações mínimas por unidade. No entanto, o investidor deve ter uma conta em uma corretora de valores .

Pensando nisso, selecionamos as principais opções de ETFs listadas na B3 para investidores iniciantes:

3 ETFs para quem quer começar a investir na Bolsa de Valores agora
Investimentos em ETFs para iniciantes

1 – BOVA11

Em primeiro lugar, temos o BOVA11, fundo baseado na carteira teórica do Ibovespa. O investimento replica o maior índice da B3, que integra as ações mais sólidas do mercado nacional. Porém, o ETF tem o rendimento calculado antes mesmo da cobrança de taxas e despesas.

2 – BRAX11

Em resumo, o BRAX11 estima o retorno da carteira de investimento constituída pelas 100 ações mais operadas da Bolsa de Valores, tendo em conta a quantidade de cotas.

3 – IVVB11

Diferentemente das outras opções que se baseiam no Ibovespa, este fundo é fundamentado no índice norte-americano S&P 500, um dos maiores da Bolsa dos EUA.

Saiba mais em 1Bilhão , parceiro do iG.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Caminhoneiros prometem greve em novembro se governo não baixar preço do diesel

Publicados

em


source
Caminhoneiros prometem greve em novembro se governo não baixar preço do diesel
Reprodução/CNN

Caminhoneiros prometem greve em novembro se governo não baixar preço do diesel

Alguns  grupos de caminhoneiros prometeram, após reunião no Rio de Janeiro, uma nova paralisação a partir de 1º de novembro caso suas reivindicações não sejam atendidas pelo governo federal, entre umas das principais está a queda do preço do diesel. No encontro, associações de motoristas decidiram declarar “estado de greve” de 15 dias caso as reinvidicações não sejam ouvidas. As informações foram publicadas pelo ‘portal uol’.

Além da reivindicação para diminuir o preço do diesel, os caminhoneiros reivindicam também a “defesa da constitucionalidade do Piso Mínimo de Frete” e o retorno da aposentadoria especial após 25 anos de contribuição ao INSS.

“Ficou decidido que vamos dar 15 dias para o governo responder”, declarou Luciano Santos Carvalho, do Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e Vale do Ribeira.

“Se não houver resposta de forma concreta em cima dos direitos do caminhoneiro autônomo, dia 1º de novembro, Brasil todo parado aí”, completou, em um vídeo feito após a reunião no Rio e que já circula pelas redes sociais.

A greve não é apoiada pela Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros). Os grupos de caminhoneiros autônomos têm ensaiado novas paralisações desde o primeiro semestre, em meio a reivindicações de direitos para os motoristas independentes e diminuição do preço do diesel.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

POLICIAL

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO DO SUL

MAIS LIDAS DA SEMANA