TRÊS LAGOAS

BRASIL

Parceria para atrair investimentos estrangeiros para o Brasil

Publicados

em


O secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura (MInfra), Marcelo Sampaio, assinou, nesta segunda-feira (22), Acordo de Cooperação Técnica com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), que atua na promoção de produtos e serviços brasileiros no exterior e na atração de investimentos estrangeiros para setores da economia brasileira.

“Nossos objetivos são sempre promover a infraestrutura brasileira e o portfólio do MInfra para o exterior. A Apex-Brasil será um apoio muito importante para fortalecer a imagem dos nossos projetos de uma maneira mais estruturada e priorizada para o setor e mercado. Estou confiante que o Brasil será o destino dos investimentos estrangeiros”, avaliou Sampaio.

Além disso, está entre os propósitos do acordo, as missões temporárias em escritórios da Apex no exterior, que serão chamadas de MInfra’s Secondment Program, onde funcionários do ministério poderão garantir o conhecimento e apoio necessário para atender e apoiar os investidores estrangeiros e coordenar eventos de roadshows virtuais e presenciais.

 

Com informações do Ministério da Infraestrutura

Fonte: Brasil.gov

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo destina R$ 62 milhões para garantir água e saneamento básico nas escolas
Propaganda

BRASIL

Fevereiro contou com 19 leilões de bens apreendidos de criminosos

Publicados

em


A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), encerra o mês de fevereiro de 2021 com 19 leilões. A venda de bens apreendidos de criminosos já gerou cerca de R$ 2 milhões neste ano. A expectativa é superar o valor registrado em 2020, que foi de mais de R$ 134 milhões. No mês de janeiro foram promovidos 15 leilões. Os números apontam um avanço expressivo comparado ao mesmo período do ano anterior. Ocorreram 3 leilões em janeiro e 3 em fevereiro de 2020.

Neste mês, veículos, imóveis e até um avião foram disponibilizados para lances, a partir de 50% do valor avaliado. Nos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro, imóveis confiscados de traficantes também foram disponibilizados para venda.

O valor arrecadado com a descapitalização de criminosos retorna à sociedade por meio de investimentos em políticas de segurança pública e de combate às drogas, como a capacitação de profissionais, reaparelhamentos das polícias e projetos em âmbito nacional.

Leia Também:  Aberta seleção para instituição subsidiar a criação da Rede Brasileira de Cidades Criativas

Centenas de bens já estão em processo de venda em todo o Brasil e devem ser disponibilizados a leilão nos próximos meses. A Senad trabalha para acelerar a venda do passivo que ficou parado durante anos nos pátios das polícias, gerando custos para o poder público com aluguéis de depósitos para guardá-los.

Com informações do Ministério da Justiça e Segurança Pública

Fonte: Brasil.gov

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

POLICIAL

MATO GROSSO DO SUL

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA